Sábado, 9 de Dezembro de 2006

Investigação sob disfarce da ANIMAL revela crueldade de que animais de criação são vítimas

Investigação sob disfarce da ANIMAL revela crueldade de que animais de criação são vítimas em unidades agro-pecuárias em Portugal
Investigadores da ANIMAL trabalhando sob disfarce filmaram a realidade escondida da vida e morte dos animais de criação na indústria pecuária em Portugal :: Investigação especial revela a verdadeira origem da carne, dos ovos e do leite que chegam aos pratos dos portugueses :: Violência na condução dos animais, atordoamento ineficaz e abate de animais ainda conscientes são actos ilícitos expostos por esta investigação que serão reportados pela ANIMAL numa queixa formal ao Ministério da Agricultura, à Direcção-Geral de Veterinária e à Comissão Europeia
 
A ANIMAL revela agora o resultado de uma investigação especial que conduziu entre Setembro e Outubro passados em unidades agro-pecuárias do distrito de Lisboa e Leiria. Trabalhando sob disfarce nesta investigação, investigadores da ANIMAL tiveram acesso privilegiado aos escondidos bastidores da produção de carne, ovos e leite em Portugal, conseguindo filmar unidades de criação de porcos, leitões, frangos, perus, patos, vacas e vitelas, o transporte destes animais, a maneira violenta como são conduzidos, a maneira como são mantidos nos pontos de transferência e, por fim, a maneira como são mortos.
 
Esta investigação especial permitiu expor a crueldade imensa da produção agro-pecuária intensiva em Portugal, num contexto em que os animais são criados, tratados, mortos e processados por um lado como autênticas máquinas e, por outro lado, como meros instrumentos de obtenção de lucro. Esta investigação deixa claro como a produção animal assenta numa total ausência de qualquer preocupação real com os animais – mesmo em pontos que são legalmente estabelecidos como importantes no que se refere a legislação comunitária e portuguesa de bem-estar animal que não é cumprida –, mostrando também o impacto ambientalmente muito negativo da indústria pecuária, sendo especialmente focado o caso das altamente poluentes suiniculturas, sendo particularmente exposto nesta investigação o caso de várias populações do distrito de Leiria, particularmente na zona da Ribeira dos Milgares, que se sentem afectadas nos seus modos de vida e na ausência de qualidade ambiental das zonas onde vivem devido à existência de muitas suiniculturas.
 
Veja em www.TVANIMAL.org o vídeo “O Que Tem Realmente no Seu Prato?” produzido pela ANIMAL, que condensa os resultados desta investigação que mostra a maneira como toda a manipulação e exploração mecanizadas dos animais de criação seguindo exclusivamente critérios e objectivos de lucro não só é uma afronta aos direitos dos animais, ou mesmo simplesmente aos padrões de bem-estar legalmente definidos que regulamentam esta actividade, e ao equilíbrio ambiental do planeta e o modo como este é vital para as populações, como tem também um impacto negativo na saúde das pessoas que consomem carne, ovos e leite. Animais de espécies de crescimento rápido geneticamente seleccionadas para tal, como é o caso dos frangos, animais criados e mantidos em ambientes doentes, cheios de humidade e com elevados graus de amónia no ar, sobrelotados, colocados em gaiolas exíguas ou cubículos de bateria, ou mantidos simplesmente sobre um chão de cimento sujo e escorregadio, são “tratados” com antibióticos que não visam prevenir problemas de saúde, antes pretendem tentar minorá-los enquanto a indústria produz e aceita, conscientemente, estados generalizados de ausência de saúde e bem-estar nos mesmos animais que depois vende aos consumidores, já em forma de alimento.
 
Segundo Miguel Moutinho, Presidente da ANIMAL, “esta importantíssima investigação especial permite-nos trazer ao conhecimento do público o que aconteceu à refeição das pessoas que se alimentam de produtos animais antes de chegar ao seu prato. O público português fica agora a saber, com imagens actuais e captadas na região mais desenvolvida do país, de que modo a indústria agro-pecuária produz a carne, ovos e leite que vende. Esta informação, que de outro modo não seria obtida nem seria fornecida nestes termos, mostra a violência horrenda de que são vítimas bebés como os leitões, as vitelas, os frangos, os patos e os perus, que são todos mortos com poucas semanas ou poucos meses de vida, e mostra a autêntica miséria em que vivem e morrem vacas e porcos, desde logo. Foram obtidas provas de tratamento não só cruel como ilegal de animais, na condução violenta destes para os camiões de transporte, na maneira como os trabalhadores desta indústria lidam com os animais de um modo geral, na maneira como o atordoamento dos animais é tantas vezes incorrecto e ineficaz, sendo feito com a pressa própria de uma indústria que busca apenas o lucro e com a desconsideração pelo sofrimento e pela vida de animais típica de uma indústria que vampiriza milhares de milhões de animais complexos, inteligentes, social e emocionalmente muito especiais e desenvolvidos, todos os anos”.
 
“Ao mesmo tempo que o vídeo «O Que Tem Realmente no Seu Prato?», que a ANIMAL produziu em português e em inglês, servirá para informar o público acerca de todas estas questões sendo feito um apelo muito forte para que os consumidores optem por um regime alimentar muito mais saudável e ético como é o caso do vegetarianismo, foram identificadas situações de crueldade que são proibidas pela legislação comunitária e portuguesa aplicável, com particular destaque para a violência usada na condução, a incorrecção do atordoamento e a maneira horrenda como o abate é feito sem total insensibilização dos animais, o que motivará uma queixa formal que a ANIMAL enviará ao Ministério da Agricultura, à Direcção-Geral de Veterinária e à Comissão Europeia, que tem que saber que Portugal continua a não fazer cumprir satisfatoriamente a legislação de protecção dos animais de criação que está obrigado a cumprir e fazer cumprir”, afirmou Rita Silva, Vice-Presidente da ANIMAL.
 
“Recentemente, o gabinete do Ministro da Agricultura, em resposta a um requerimento do Deputado Luís Carloto Marques acerca da situação quase anárquica acerca da vigência e aplicação de legislação de protecção dos animais, incluindo dos animais de criação, respondeu que está tudo bem, que há fiscalização e que há cumprimento da legislação e que a Direcção-Geral de Veterinária até tentaria avançar com iniciativas de educação junto do Ministério da Educação. Pois bem, essa resposta fantasiosa – que contraria, desde logo, o senso comum de qualquer cidadão português minimamente desperto que sabe bem como são tratados os animais em Portugal – fica agora definitivamente invalidada, uma vez que se olhe para os resultados desta investigação. Esta situação tem que mudar com urgência e cabe ao Governo assegurar que assim seja”, afirmou ainda Miguel Moutinho.
 
Com esta investigação, a ANIMAL lança também o seu novo site TVANIMAL.org, que passa a ser um importantíssimo recurso informativo para o público português, que poderá passar a poder visionar os vídeos e fotografias, assim como a consultar os relatórios, resultantes das actividades de investigação da ANIMAL relativas à situação dos animais em Portugal. Este site foi produzido pela WebNation.pt – que também produziu os sites www.SejaVegetariano.org e www.AnimaisExcepcionais.org, vitais para as campanhas agora reforçadas por este vídeo – e é patrocinado pelo Marchig Animal Welfare Trust.
 
 
 
“O Que Tem Realmente no Seu Prato?” :: TVANIMAL.org :: Informação e Intervenção Pelos Animais
 
 
Por favor, não guarde esta mensagem apenas para si: Reencaminhe-a para as pessoas que conhece que também se preocupam com os direitos dos animais
 
Acredita que o trabalho da ANIMAL é importante?Então, por favor, APOIE-O :: Faça o seu Donativo HOJE mesmo.
A ANIMAL é uma organização não-governamental que desenvolve campanhas de educação e informação do público acerca dos animais, das suas características e necessidades, e do modo como estes são negativamente afectados pelas diversas indústrias que os exploram. Além destas acções de educação, a ANIMAL desenvolve também campanhas de alerta e protesto, investigações especiais e denúncias públicas, envolvimento da comunicação social na exposição pública da crueldade contra animais, acções judiciais, e contacto com autoridades e decisores políticos, para promover o avanço do respeito pelos direitos dos animais e a sua protecção.

Por favor, faça HOJE um donativo à ANIMALe apoie o trabalho desta em defesa dos direitos dos animais. NIB:003600939910003447469 (Montepio Geral).
Com apenas 1 Euro por Semana = 4 Euros por Mês, pode ajudar a ANIMAL a salvar animais e defender os seus direitos em Portugal. Faça o SEU donativo HOJE MESMO.

Torne-se sócia/o da ANIMALe apoie a organização na defesa dos direitos dos animais. Inscreva-se através de socios@animal.org.pt.

Junte-se à Lista de Activismo da ANIMAL. Inscreva-se enviando um e-mail em branco para activismo_animal-subscribe@yahoogroups.com.
Junte-se ao Grupo de Redacção de Cartas da ANIMAL. Inscreva-se enviando um e-mail em branco para cartas_animal-subscribe@yahoogroups.com.

Para mais informações, por favor contacte a ANIMAL através do e-mail info@animal.org.ptou visite o site www.animal.org.pt.
Se não quiser continuar a receber as Notícias da ANIMAL, por favor envie um e-mail com a inscrição "Sair" para noticias@animal.org.pt.
publicado por linkanimal às 11:34

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 9 de Outubro de 2006

Abandono com corrente - Denúncia de maus tratos a cães

Bom dia,

Queria informar os senhores/as de que infelizmente o dono do animal (Mitzy) substituiu o cão este fim-de-semana por outro cão.

Quando ia passar por lá este fim de semana, para deixar comida (ração e água) como habitual, deparei-me com o mesmo cenário, tudo sem condições mas em vez do Mitzy acorrentado, agora está lá um cão tipo S.Bernardo, grande, acorrentado com a mesma corrente do Mitzy, é um cão que não pareçe ser muito velho mas também não é jovem, está lá abandonado tal como o Mitzy acorrenatdo e sem comida nem água; parece que a triste história se repete, já vai para a 3ª vez que um animal ali é acorrentado, o primeiro era um cão amarelo que morreu pele e osso, o segundo foi o Mitzy, que não acredito que tenha morrido porque ele agora estava alimentado (por nós que ao fim de semana passavamos por lá), e agora este... vamos esperar para ver?!

Infelizmente existem pessoas que dão os animais para adopção e não sabem sequer para onde enviam os seus cães, pior que um matadouro é uma prisão com corrente sem direito a abrigo, comida ou até mesmo água.

O Mitzy.... não sei dele. Não sei o que é que o homem fez ao animal, sei que deitou fora os recipientes que lá tinha colocado para por comida e água, deitou fora a alcatifa nova azul que tinha colocado dentro da barraca (que está toda partida) e que eu tinha deixado lá no passado fim de semana, numa tentativa de tornar a barraca acolhedora visto que estamos a chegar a Outubro, e começa a época das chuvas e a chegada do frio.

Agora está lá um outro cão, um outro animal sem sorte, e o Mitzy... não sei dele! Estou angustiada com toda esta situação, parece que não consegui ajudar o Mitzy.

Carina

********************************************************************************

Amigos,

A situação é a seguinte, este cão é mais um cão que tem tido uma vida amarga, sem carinho, sem condições, acorrentado e o pior disto tudo, sem comida e sem água.

Falei ontem com pessoas que por ali passavam (Zona do Cartaxo) e disseram-me que o dono deste animal já teve ali outros cães que tiveram a mesma "sorte" que este; todos os cães deste senhor viveram a vida toda acorrentados, sem comida nem água, sem condições e chegaram a ficar pele e osso, abandonados ainda para mais acorrentados, não tendo maneira de sobreviver por eles mesmos, acabando por morrer.

Esta é também a vida do "Mitzy" (nome que dei ao cão cujas fotos vão em anexo); reparei neste animal quando passava há uns meses por ali, não queria acreditar quando vejo um cão acorrentado e muito cão mal tratado, EXTREMAMENTE magro, pele e osso..

Parei de imediato e dirigi-me perto dele ele fugia de mim com imenso medo, reparei que nada tinha para comer nem beber e isto em pico do verão com temperaturas super elevadas e um calor abrasador.

Dei-lhe comida (trago sempre comigo ração e um garrafão com água no carro) e apesar do medo, a fome era mais que muita, e o animal aproximou-se comia com uma sofreguidão que só visto..

O cão está cheio de carraças e feridas, neste momento ainda não lhe consegui aplicar o Frontline porque primeiro quero ganhar a confiança dele já que devido aos maus tratos ele tem muito medo e se lhe dou uma festa o cão fica imóvel.

Fim-de-semana após fim-de-semana tento passar por lá, deixo água e ração, ele já conheçe o carro e salta, ladra (quase roco sem voz) não sei se é de ladrar muito para que as pessoas que pssam lhe dêm de comer e água mas a verdade é que o animal mal consegue latir.

Como não suporto maus tratos, tinha de saber quem era dono do animal, para falar com ele, foi-me dito por pessoas que por ali passavam que o proprietário do cão, é o senhor Adroaldo Diniz Gama (Mot. Pesados) trabalhador da Estação Zootécnica Nacional.

Foi-me dito também que já algumas pessoas falaram ao Sr.Adroaldo Gama sobre a situação dos cães acorrentados até à morte em condições deploráveis sem comida sem água, cheios de carraças e feridas, sem uma barraca com condições, no verão sem água, no inverno cobertos de lama.. e o Sr. Adroaldo... nada responde, não diz nada às pessoas que o abordam a respeito da situação dos cães.

Todos passam por este cão, têm pena, mas muitos preferem desviar o olhar e não ter que ver o problema que ali se encontra.

Preciso da vossa ajuda, não sei o que se poderá fazer, como é que vamos ajudar o Mitzy?

Obrigada

Abraço,

Carina

publicado por linkanimal às 21:32

link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Quinta-feira, 7 de Setembro de 2006

Protesto contra a Câmara Municipal de Viseu por uso de Carósséis de Póneis

Vamos ajudar a lutar contra esta escravatura:

Amigos dos animais

Há um mes houve um carrocel de poneis vivos em Setubal. Foram enviados emails á Camara de Setubal. Até na SIC , houve uma reportagem sobre isto.

Reportagem essa, que só serviu para promover a dona dos pobres poneis/escravos.

Peço desta vez que enviem para a Camara de Viseu mais protestos. Soube que na Feira de S.Mateus, não há 1 mas 2 carroceis de poneis.

A carta sugerida podem vê-la no foto log:

 

Os contactos:

apoiomunicipe@cm-viseu.pt, ah@gabiforma.pt

Vamos mais uma vez lutar por aqueles que estão a ser explorados pelo ser humano egoista que só pensa em dinheiro.

Obrigada

Divulguem pelos vossos contactos por favor, obrigada

Sofia Gonçalves

" A UNIÃO É PRIMORDIAL PARA PODERMOS AJUDAR NOSSOS IRMÃOS INDEFESOS"

 http://taximancholas.blogspot.comhttp://sofiagoncalves.blogspot.com  

http://embuscadeumdononobrasil.blogspot.com  

http://ajudem-nos.blogspot.com   

 

http://www.fotolog.com/vitimanimal/   

http://embuscadeumdono.blogspot.com  
publicado por linkanimal às 22:40

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Associação Pelos Animais-Novo folheto de Divulgação- Tem Animais de Companhia ou Pretende Vir a Ter?

Olá,

A Associação Pelos Animais tem um novo folheto de divulgação e precisa da ajuda de todos nós:

Boa tarde!

A cada ano que passa constata-se que a situação dos animais de companhia em Portugal piora substancialmente. Sendo sabido que o Estado e restantes autoridades pouco ou nada têm feito para melhorar esta situação, cabe a todos nós que nos importamos contribuir para uma mudança urgente na sociedade, através da informação e sensibilização das pessoas que têm ou ponderam vir a ter animais de companhia.

Se analisarmos objectivamente a tragédia da superpopulação de animais de companhia em Portugal, poderemos concluir que a esmagadora maioria dos animais que vivem nas ruas, albergues ou canis descende em primeira ou segunda geração de animais que tinham um lar. Isto porque, infelizmente, são ainda demasiadas as pessoas que, por exemplo, permitem que os seus animais acasalem e/ou que os seus animais vagueiem pelas ruas, dando assim azo a que estes acasalem com animais de rua e dêem origem ainda a mais animais errantes.

Infelizmente, em Portugal, a maioria das pessoas não cuida de forma responsável dos seus animais de companhia, muitas vezes por falta de informação. Com a disponibilização do desdobrável informativo "Tem Animais de Companhia ou Pretende Vir a Ter?", a Associação Pelos Animais pretende contribuir para inverter a tendência de agravamento da situação dos animais de companhia a nível nacional.

Toda a ajuda na divulgação deste desdobrável informativo será uma grande ajuda para os animais e naturalmente muito bem-vinda. O desdobrável encontra-se disponível para consulta no seguinte endereço:

 

A impressão em massa deste desdobrável esgotou quase por completo os recursos da Associação Pelos Animais, pelo que, tendo em conta o peso do desdobrável, só nos é possível assegurar o envio gratuito para Portugal de 30 exemplares por cada pessoa interessada em colaborar na divulgação.

Como tal, pedimos que quem pretenda mais exemplares suporte os gastos de envio.

Os animais agradecem a sua ajuda! Escreva-nos por favor para geral@pelosanimais.org.pt indicando a quantidade de desdobráveis pretendida e o endereço para envio.

Obrigado!

--

Boletim da Associação Pelos Animais

 

http://www.pelosanimais.org.pt/boletim
http://www.pelosanimais.org.pt/iniciativas/desdobravel_companhia
publicado por linkanimal às 19:00

link do post | comentar | favorito
|

Novos Sítios da ANIMAL - AnimaisExcepcionais.org e SejaVegetariano.org

A ANIMAL tem dois novos sítios, um dedicada a Animais, que se revelam seres excepcionais e outro dedicada ao Vegetarianismo. Veja abaixo os links para as visitar:

AnimaisExcepcionais.org
Conheça-os e Surpreenda-se
 
 
 
Visite hoje AnimaisExcepcionais.org e conheça as vidas secretas de animais extraordinários que nunca pensou serem tão especiais e notáveis como são.
 
Acompanhe a ANIMAL nesta viagem surpreendente e encantadora ao mundo dos animais excepcionais.
Conheça as características destes animais, que não podem continuar escondidas, e, ao saber mais sobre eles, saiba também como pode ter um papel determinante para os ajudar a serem mais respeitados e protegidos.
 
 
“Animais Excepcionais” é uma campanha da ANIMAL em colaboração e com o apoio da CIWF – Compassion In World Farming
 
Terra – Restaurante Natural apoia a campanha “Animais Excepcionais”
 
Animal.org.pt, em defesa dos direitos de todos os animais

Pelo bem-estar das pessoas ...
 
SejaVegetariano.org
 
... e pelos direitos dos animais
 
Visite hoje SejaVegetariano.org e torne-se vegetariana/o com a ANIMAL.
 
Ao adoptar uma dieta vegetariana, estará a dar um dos passos mais importantes para beneficiar a sua saúde e o seu bem-estar. Ao mesmo tempo, ao passar a ser vegetariana/o, estará a tomar uma decisão simples mas vital que salvará milhares de vidas de vacas, galinhas, frangos, porcos, peixes e outros animais que já não sofrerão nem morrerão para que os coma.
 
Contacte-nos através de SejaVegetariano@animal.org.pt para dar este primeiro passo queremos acompanhá-la/o nesta mudança tão importante para si, para os animais e para o planeta. Peça já o seu Kit de Iniciação ao Vegetarianismo através de KitVegetariano@animal.org.pt e receba-o gratuitamente em sua casa.
 
“Seja Vegetariano” é uma campanha da ANIMAL e é patrocinada pelo Terra Restaurante Natural
Animal.org.pt, em defesa dos direitos de todos os
publicado por linkanimal às 14:56

link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Julho de 2006

Em defesa dos Animais - Links

Um espaço dedicado às Associações, Sites e Blogs que se dedicam à defesa dos animais e dos seus direitos, revelando e divulgando as atrocidades que o homem, por todo o mundo, inflige aos animais e lutando para que se ponha um ponto final à crueldade. Ligue-se, Discuta, Participe e Ajude os Animais:

A Acção Animal é um site de consciencialização. Pequenos gestos que podem fazer grande diferença

 

Ajudem-nos! - Um Blog que se dedica à divulgação de crimes contra os animais que vão sendo cometidos um pouco por todo o mundo. Sem recurso a eufemismos, vai directo ao assunto e expõe a verdade, nua e crua. Tem links para imensas campanhas onde podemos participar e dar o nosso pequeno contributo.

 

A Associação Animal é das mais empenhadas associações que conheço. As suas campanhas e iniciativas são sempre muito bem organizadas e têm sido frutuosas. As suas acções permitiram por exemplo a  rescisão dos patrocínios ao "Circo das Celebridades" na TVI. É parceira de entidades multinacionais de defesa dos direitos dos animais.

 

AnimaLista - Rede Portugues de Difusão Animal - Não encontro melhores palavras para descrever a AnimaLista do que as palavras dos próprios - " Queremos construir um espaço onde todos nós possamos recorrer para promover e difundir acções em prol dos animais, notícias, protestos e petições, adoptar um animal ou divulgar uma manifestação. Eficazmente e sem custos de qualquer ordem."

 

  - A LPDA é uma associação de utilidade pública, sem fins lucrativos e promove os direitos dos animais a nível institucional. Está ligada a diversas entidades multinacionais de defesa dos direitos dos animais. Têm uma página dedicada à adopção de animais.

publicado por linkanimal às 21:53

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 6 de Junho de 2006

A história do Lucky - Insegurança dos Cidadãos e Grave violação dos direitos dos Animais

Do ABC de Auxílio a Animais chega-nos o seguinte apelo à divulgação de uma história real, que infelizmente se vai repetindo um pouco por todo o País. A história do Lucky e de outros como ele:
Mais sobre o Lucky, neste link da F.E.L.I.N.U.S.
O que vou publicar abaixo é uma história, a meu ver, de terror e passado no nosso Portugal.
É uma denúncia pública daqueles que encontraram o Lucky e muitos outros que já ajudaram na mesma situação.
Vale a pena ler e espalhar pelo Blogoespeço, jornais, Tv, pode ser que alguma Associação se agarre de unhas e dentes a esta deplorável situação.
Sónia Nabais
amigos.animais@sapo.pt

O Lucky foi encontrado na Portela de Sacavém, nos blocos de prédios mais perto do Ra.Lis.
Infelizmente, ele é mais uma das vítimas das situações brutais que se têm vindo a passar aqui, desde há talvez dois anos e meio.
Isto tudo tem uma explicação muito simples: nessa altura, precisamente entre a linha administrativa que divide o concelho de Lisboa e o de Loures, foi construído um bairro social, onde foram realojadas famílias ciganas provenientes de Chelas - onde agora há um campo de golfe, ah ah ah... - e do bairro do camboja. que eu saiba, foram realojadas 80 famílias ciganas, apesar de continuarmos a viver paredes meias com um bairro de barracas há mais de 20 anos, cujos habitantes são pacíficos e convivem com os ditos "ricos" da portela. Convém salientar que estes pobres coitados das barracas têm,  sido tão vítimas desta situação como nós...
 
Enfim, o que aconteceu e o que acontece é que estes ciganos, que têm a casa paga por nós contribuintes, usam a nossa rua e ruas adjacentes para acederem à portela, ou seja, vivem em Lisboa, mas vêm para Loures roubar, violar, agredir e causar desacatos. o bairro social em si está em auto-gestão: a gebalis (empresa que deveria gerir os bairros sociais de Lisboa) está falida e, apesar de lá ter um escritório, este está sempre fechado. Também deveria haver um espaço onde deveria estar instalada uma esquadra, mas este não passa de um posto de atendimento que também está vazio. Conclusão, vivemos em zona de guerra.
 
Para além dos constantes ataques às pessoas, quem tem sofrido imenso com isto são os animais. Eu, mais o meu namorado e três vizinhas, tratávamos dos cães e dos gatos de rua, dando-lhes comida e custeando idas ao veterinário quando era necessário. De um momento para o outro, os cães desapareceram e os gatos também levaram um rombo. Isto porque os ditos ciganos começaram a aparecer com pitbulls, e a treiná-los para lutas. Não foi pouco tempo depois que começámos a ouvir, aos sábados à noite, barulhos de cães a ladrar e de festa à volta.
Num ano e meio, conseguimos tirar 5 dos 9 gatos que se encontravam na rua e arranjar-lhes donos. Os outros 4 morreram. Há agora só uma gata de seis meses que precisa de arranjar uma casa, mas ela é muito resiliente e já tem um anúncio para adopção também no felinus.org.
 
Paralelamente, os ciganos vão arranjando cães que não pitbulls que, por não os poderem ter em casa (supostamente, a câmara não os deixa ter animais nessas casas), são presos numa vedação mesmo à frente dos blocos de apartamentos deles. Não lhes dão de comer, nem tão pouco de beber, e estão sempre sujeitos a serem atacados pelos pitbulls que andam soltos pela área. Eu tenho 2 cães, e tenho medo de ir à rua sozinha com eles, porque já me aconteceu aparecerem dois pitbulls soltos e, de repente, irem meter-se com o meu cão que, ainda por cima, é brigão. a minha sorte foi que ambos estavam em modo de brincadeira...
Ocasionalmente, um destes animais foge e vem parar à nossa rua: nessa altura, nós tentamos salvar o animal e tratá-lo o melhor que podemos, só que o bicho nunca mais pode voltar à portela, porque senão os ciganos vêm-no e levam-no de volta. Isto aconteceu de facto, por exemplo, com uma cadela que quando estava a dar um passeio com a protectora dela, foi rodeada por um grupo de ciganas, que começaram a gritar que a cadela era delas e a levaram à força. Isto, para depois ela morrer uns meses mais tarde, porque lhe deram aspirina e azeite. Perfeitamente horrível...
 
A história do Lucky está descrita no url que te envio. O que posso acrescentar é que o "dono" dele é uma criança, um ciganito pequeno, que anda sempre rodeado por outros cãezinhos, e que para além de ter sido visto já nestes dias a rondar os pátios e a rua em busca do cão, também já foi visto a atirar outro dos cães dele de um prédio abaixo. Penso que não há nada a dizer em relação a isto.
 
A polícia normalmente vem quando chamada, principalmente quando há casos relacionados com ataques de pitbulls. É uma vergonha, eu já conheço os polícias do carro-patrulha, e já me fartei de prestar declarações no local. Eles só pecam por chegar sempre 5 minutos atrasados, mas vêm. Nós também já entregámos um abaixo-assinado na assembleia municipal, que pode ter algum efeito no que toca à resolução dos nossos problemas de segurança. Em relação aos dos bichos é que eu já não sei, não é? Posso ter polícia à porta, mas se tento tirar um cão maltratado (ou um gato) a um cigano, é evidente que não há polícia que me proteja...
 
Obrigada e cumprimentos
Mariana Afonso
marianexpress@gmail.com
 

 


publicado por linkanimal às 21:27

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 4 de Junho de 2006

ANIMAL lança Acção "Campo Pequeno SemTouradas" -- Participe e Divulgue!

Ajude a fazer com que o Campo Pequeno deixe de ter touradas :: ANIMAL lança Acção "Campo Pequeno Sem Touradas" – Participe e Divulgue!
 
 
Participe na Campanha “Campo Pequeno Sem Touradas”
 
Visite e Participe – Página de Acção “Campo Pequeno Sem Touradas”
 
Peça à Jones Lang LaSalle que deixe de promover os espaços comerciais do Campo Pequeno
 
Peça à Colliers P&I e à Colliers International para deixarem de promover os espaços comerciais do Campo Pequeno
 
Peça ao Grupo Sá e aos Supermercados Sá que deixem de funcionar no Campo Pequeno
 
Peça à Administração do Campo Pequeno para banir as touradas do Campo Pequeno
 
Diga ao Presidente da Câmara de Lisboa que as touradas envergonham a cidade e o país
 
Diga à Ministra da Cultura que as touradas devem ser proibidas e não preservadas
 
Conheça em detalhe a crueldade de que são vítimas touros e cavalos nas touradas em Portugal
 
Visite a Loja ANIMAL e compre os materiais do Tui para ajudar a ANIMAL a ter meios para combater as touradas em Portugal
 
 
 
Animal.org.pt :: Salva os Touros dos Toureiros e das Touradas :: Campo Pequeno Sem Touradas
 
Acredita que o trabalho da ANIMAL é importante? Então, por favor, APOIE-O :: Faça o seu Donativo HOJE mesmo.
 

Por favor, faça HOJE um donativo à ANIMAL e apoie o trabalho desta em defesa dos direitos dos animais. NIB:003600939910003447469 (Montepio Geral).
Com apenas 1 Euro por Semana = 4 Euros por Mês, pode ajudar a ANIMAL a salvar animais e defender os seus direitos em Portugal. Faça o SEU donativo HOJE MESMO.

Torne-se sócia/o da ANIMAL e apoie a organização na defesa dos direitos dos animais. Inscreva-se através de socios@animal.org.pt.

Junte-se à Lista de Activismo da ANIMAL. Inscreva-se enviando um e-mail em branco para activismo_animal-subscribe@yahoogroups.com.
Junte-se ao Grupo de Redacção de Cartas da ANIMAL. Inscreva-se enviando um e-mail em branco para cartas_animal-subscribe@yahoogroups.com.

Para mais informações, por favor contacte a ANIMAL através do e-mail info@animal.org.pt ou visite o site www.animal.org.pt.
Se não quiser continuar a receber as Notícias da ANIMAL, por favor envie um e-mail com a inscrição "Sair" para noticias@animal.org.pt.
publicado por linkanimal às 14:07

link do post | comentar | favorito
|

.Link - Adoptado em 25 de Fevereiro de 2007

Adotado no Evelyn's Place.com

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

.Visitas desde 24 de Julho de 2006:

.posts recentes

. Investigação sob disfarce...

. Abandono com corrente - D...

. Protesto contra a Câmara ...

. Associação Pelos Animais-...

. Novos Sítios da ANIMAL - ...

. Em defesa dos Animais - L...

. A história do Lucky - Ins...

. ANIMAL lança Acção "Campo...

.arquivos

. Abril 2012

. Agosto 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Dezembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.mais sobre mim

.cursor


Cursors

Tell me when this blog is updated

what is this?

.subscrever feeds