Quarta-feira, 5 de Setembro de 2007

Sr.ª ajuda cão baleado a sobreviver. Vamos ajudá-la a ela?

Esta senhora Helena Fraga encontrou um cão na rua com uma fractura exposta e ferimentos de bala.



Pegou no animal e levou-o para o Hospital da Charneca da Caparica. Lá logo à entrada do animal fizeram-na pagar 200 €. Entretanto disseram que o

tratamento ficaria no maximo em 800 €. Pediu-se ajuda para ajudarem a abater esta divida tão grande para uma mae sozinha com 2 filhos. Agora ela envia-me

este mail, que segue em anexo.



Ajudem esta senhora, ja temos um possivel dono para o cao. Transfira 1 €, assim já está a ajudar.



Barbara Silva



“Boa tarde

Para lhe transmitir que, ontem, recebi telefonema do hospital Veterinário Central da Charneca de Caparica para ir buscar o cão alvejado. A primeira

coisa que me foi exigida foi o pagamento da conta, na totalidade (antes de poder ver o animal e antes de a veterinária de serviço falar comigo). A

promessa, que me tinham feito, de pagamentos faseados foi completamente ignorada: perante as pessoas presentes na sala de espera, solicitaram-me o

pagamento integral (759.07 euros.)

Não só por isto, mas por outros motivos, apresentei a seguinte reclamação não serão exactamente as mesmas palavras):

_ trouxe para este hospital um cão que se encontrava abandonado na rua em grande sofrimento;

_ o hospital fez a previsão do que eu teria de pagar (limite máximo) de 800 euros;

_ posteriormente, o responsável financeiro comunicou-me que esse montante daria para o cão permanecer no hospital 15 dias e sair com ferimento (a

amputação) completamente cicatrizado;

_ o cão não permaneceu sequer 8 dias no hospital e deram-lhe alta.

Acrescento, agora, que o trouxe muito magro e abatido. A veterinária entregou-me receitas de medicamentos para eu comprar e lhe administrar.

Disse para voltar à consulta no dia 13 para lhe serem tirados os pontos.

Digo ainda que há um cão (um setter irlandês) na casa para onde o levei que não o aceita - foi muito difícil protegê-lo. O cão ferido pernoitou fechado

em casa, mas, durante o dia, foi para outra casa da rua.

Na minha reclamação escrevi ainda que o hospital cobrou caro pela minha compaixão e que os veterinários deviam de ter "coração".

Penso que se eu não me tivesse apresentado no hospital sozinha, talvez eles tivessem tido uma atitude mais coerente - mais decente.

Lena”
publicado por linkanimal às 14:01

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

.posts recentes

. hey

. Situação catastrófica e u...

. fotos dos meninos que ama...

. Duquesa - precisa de inte...

. Por favor Vote!! Debate s...

. FW: Conheçam os que serão...

. Cão perdido - arraçado de...

. ...

. Gatinho para adopção proc...

. BALU - Cão jovem X labrad...

.arquivos

. Abril 2012

. Agosto 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Dezembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.mais sobre mim

.subscrever feeds